EDITORIAL

A sede do INSS

20/05/2022 08:00




Nosso Município tem projetos que desafiam o tempo para serem executados e os motivos são diversos. Há o projeto da sede do Hemocentro Regional (rua prof. Campolina/Palmeiras), o qual tem trâmite truncado no Governo/MG.

Nesta semana, surgiu a notícia (leia na página 3) da liberação, pelo Estado, de

R$ 6 milhões para revitalização do prédio do Hotel Glória, expondo outra obra que ainda segue no papel.

Uma terceira pendência diz respeito à sede regional do INSS (ao lado da Rodoviária Nova), cuja instalação esbarra há vários anos na burocracia federal.

Pois, nesta semana, o assunto foi retomado com divulgação de recente ofício de vereadores endereçado a Rodrigo Pacheco/PL, presidente do Senado Federal.

Assinaram o presidente Antônio Carlos Pracatá/MDB, o vice-presidente Wellerson Mayrink/PSB, o secretário José Roberto/Rede, Guto Malta/PT, Sérgio Ferrugem/Republicanos, Suellenn Fisioterapeuta e Wagner Gomides/ambos do PV.

“Vimos solicitar apoio na destinação de recursos para construção da sede da Agência do Instituto Nacional do Seguro Social/INSS de Ponte Nova. Ela funciona em espaço alugado há décadas e atende população de 20 municípios. Aguarda-se a obra em área de 1.200m2 doada pelo Município ainda em 2008. Sabemos que há projeto técnico aprovado e há interesse da Autarquia”, assinalam os subscritantes.

“Entretanto o prazo [de início dos serviços] novamente se encerrou e há risco de reversão do imóvel para o patrimônio municipal e de desperdício dos recursos já empregados.

A sequência do processo depende da liberação de recursos para custear a licitação e não é viável a prorrogação de prazos sem sinalização de que haverá construção da sede”, continua o ofício.

Os vereadores defendem a criação de um movimento suprapartidário “como ação cidadã e desenvolvimentista em prol de Ponte Nova e região” e apelam para o senador intervir junto aos órgãos federais ou assinando emenda parlamentar para garantir o custeio da obra.

O senador Pacheco ficou sabendo que o orçamento da obra é de R$ 3,1 milhões. Espera-se que “ele receba uma comitiva de Ponte Nova e possamos melhor expor os fundamentos de nossa demanda”.

Na sessão da Câmara/PN, em 16/5, divulgou-se ofício da Assessoria da Presidência do Senado com este informe: “O expediente em epígrafe está sendo analisado pela Assessoria de Orçamento.”







UID:10284004/22/05/2022 05:37 | 0