SAÚDE

Cirurgia robótica: o que é e como funciona

10/08/2022 17:00




Dr. Bransildes Terra - Médico especialista em Urologia - CRMMG 51139 - RQE 33058
* Membro titular da Sociedade Brasileira de Urologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Minimamente Invasiva e Robótica e professor de Medicina na Dinâmica
 
* Consultório - Mila Center - Av. Dr. Otávio Soares, 108 - Sala 801 - Palmeiras/Ponte Nova - fone (31) 3817-2750 
Atende também no Hospital de Nossa Senhora das Dores
 
 A cirurgia robótica é o procedimento mais moderno disponível para o tratamento de várias afecções cirúrgicas. É utilizada amplamente em todo o mundo e seu papel é muito bem estabelecido na urologia. Uma das doenças mais prevalentes desta especialidade é o Câncer de Próstata, que pode se manifestar de maneira grave e ameaçar a vida dos pacientes.
 
Para começar, apesar do nome sugerir que um robô faça a cirurgia, não é bem assim que funciona. Os braços do robô são controlados pelo cirurgião humano por meio de console posicionado perto da mesa cirúrgica, onde está o paciente. O cirurgião e os auxiliares são totalmente responsáveis pela realização das cirurgias e os movimentos robóticos são controlados pelo cirurgião. O robô não realiza as cirurgias sozinho! A plataforma robótica é apenas um meio para a realização dos procedimentos.
 
Os recentes avanços na tecnologia da cirurgia robótica, um dos tipos de cirurgia minimanente invasiva, dão aos pacientes uma série de boas alternativas, que não existiam há dez anos, com algumas vantagens para os pacientes e para o cirurgião. 
 
Para o paciente, as cirurgias robóticas reduzem a perda de sangue, oferecendo menor risco de infecção, o que proporciona uma recuperação mais rápida e a volta do paciente às atividades normais em menor espaço de tempo.  
 
Para os médicos, a tecnologia lhes permite uma atuação mais precisa e segura, pois oferece imagens Full HD em 3D, que são fundamentais para dar a dimensão em profundidade, além de total segurança no manuseio dos instrumentais, uma vez que o equipamento conta com dispositivos de segurança diante do comando do console. As pinças utilizadas possibilitam movimentos de rotação de até 360º, permitindo ao cirurgião alcançar estruturas que nenhuma outra modalidade cirúrgica oferece.  
 
Infelizmente, esta tecnologia ainda é restrita a alguns grandes centros, mas tenho a oportunidade de oferecer este tipo de tratamento aos pacientes de Ponte Nova e região com uma equipe em Belo Horizonte, com a qual tenho a honra e o privilégio de trabalhar, garantindo todo apoio e conforto aos pacientes. 
 
O seguimento pós-operatório pode ser realizado em Ponte Nova, proporcionando todo o conforto necessário para uma boa recuperação do paciente.
 






UID:10386839/28/09/2022 10:34 | 0