ESPORTE

Guto toma posse anunciando Festa dos 80 Anos do ECP

16/01/2023 12:30




 Novo presidente do Esporte Clube Palmeirense/ECP, Paulo Augusto Malta Moreira (Guto Malta) tomou posse na noite desse sábado (14/1), na Sede Esportiva do clube, em noite festiva marcada por discursos. Ele anunciou estudos para instalar as Comissões do Plano Diretor e do Selo dos 80 Anos do ECP.

Emocionado por assumir exatamente 40 anos depois que seu saudoso pai, José Paulo Gonçalves Moreira, tornou-se presidente do ECP, Guto recepcionou, ao lado dos novos dirigentes, diversas autoridades:

- Padre Luiz Paixão/administrador da Paróquia São Pedro; tenente Neylor Henrique Garcia/comandante do Corpo de Bombeiros; advogado Domingos de Araújo Lima Neto/representante da OAB Jovem-PN; e Wellerson Mayrink-PSB/presidente da Câmara Municipal (acompanhado de diversos vereadores, já que Guto integra o Legislativo pelo PT).

 As presenças

Os novos dirigentes foram saudados por Titolívio Resende, vice-presidente do Conselho Deliberativo do ECP (ele falou em nome do presidente do Condel, Alfredo Pizani Leal). Discursou, além de Titolívio, o ex-presidente Carlos Roberto Cândido de Oliveira (Carlinhos).

Ao lado do conselheiro fiscal Raimundo Lima, falou ainda o vice-presidente, Wilsiney José da Silva, que será diretor do Parque Aquático e de Patrimônio, substituindo Sétimo Fernandes Siqueira.

O cerimonial destacou a presença de duas mulheres no Conselho Fiscal - Andressa Vieira Santana e Rosimar Silva Cassini. Destaque ainda para a posse de Mauro Tossati de Almeida, Murilo Gonçalves Teixeira/1º e 2º tesoureiros e Adler Barreto dos Santos/1º secretário.

Também integram a Diretoria: Gilson José de Oliveira/Sociocultural; Luiz Ângelo Ferreira do Nascimento/Jurídico; Nelson da Silva/Futebol; e Suellenn Nascimento Moreira/Esportes Especializados.

Luiz Raimundo de Oliveira atuou como mestre de cerimônias, ao lado de Ricardo Túlio Malta Moreira/2º secretário do ECP. Animou a festa o cantor e compositor Joe Rogério (voz e violão).

 Guto discursa

Além de se emocionar ao lembrar de seu pai, José Paulo Gonçalves Moreira, [e da dedicação de sua saudosa mãe, Terezinha Malta, ao clube], Guto frisou que assume o ECP com um valioso patrimônio, querido por torcedores e moradores de Palmeiras: "Vamos zelar, não só pelo que se ergueu como obras, mas zelar por uma história de amor à cidade."

Ele salientou que trabalhará para que o EC Palmeirense - assim como os demais clubes da cidade - siga com sua função social como "espaço de diversidade de gênero, de pensamento, de etnia, nesses tempos em que as diferenças não são compreendidas, já que há tanta intolerância no mundo".

Continuou Guto: "Uma cidade se faz pela vitalidade de suas instituições, que devem ser potencializadas como fator de capital social. Ao contrário, uma cidade que desdenha suas entidades, que esvazia sua sociedade civil, vai perdendo a tessitura de sua essência, vai se desfazendo como poeira e se desintegrando, perdendo seus valores", declarou o presidente para arrematar:

"Se necessário tomar remédios amargos para a saúde do Clube, tomemos o remédio amargo e retomemos a alegria. Seguiremos um caminho de diálogo, transparência, competência, seriedade, leveza e alegria, porque estamos aqui para servir, e o serviço voluntário é um misto de amor e alegria."

Guto Malta se dispôs a honrar a memória dos que fundaram e construíram a história do Palmeirense.

Em tempo - Na semana anterior, o Clube observou luto pela morte - em 7/1 - de seu ex-diretor da Praça de Esportes Álvaro Gomides.

  







UID:11651170/15/07/2024 02:59 | 0