CULTURA

Pontenovense lança livro no Sesc em São Paulo

01/05/2024 15:00




 Há pouco tempo a empresária Tereza Guimarães Souza deu uma dica - à coluna Arte & Cultura - de história que tinha como um dos personagens a sua irmã Rosalina Maria Guimarães (falecida), professora e ex-funcionária da Caixa Econômica Federal. Rosalina foi professora de José Sávio Coelho há muitos anos em Ponte Nova e o reencontrou por acaso em Ipatinga ao trabalhar numa agência da Caixa Econômica Federal nesta cidade.

A admiração pela professora Rosalina perdura por anos e hoje José Sávio Coelho, muito conhecido como Sozé, conta um pouco de sua história em livro, a ser lançado em 11/5 na praça do térreo do Serviço Social do Comércio/Sesc 24 de Maio, a partir das 17h. Durante o evento, Sozé lerá alguns dos textos e contará um pouco sobre o processo da escrita. Esta unidade do Sesc fica na rua 24 de Maio, 109, na República/Anhangabaú, na cidade de São Paulo/SP.

A Assessoria de Comunicação do Sesc e dos responsáveis pelo projeto enviou o texto a seguir: “Sozé conhece muito bem diversas ruas do Brasil. Caminhou, correu, jogou, sambou de Ponte Nova em Minas Gerais até o Centro de São Paulo e escreveu sobre o que presenciou em mais de mil páginas de cadernos escritas à mão e guardadas numa mochila que o acompanha pelo caminho. O ‘Inimitável Sozé’ e ‘Viver em São Paulo’ são dois em um, publicado pela editora Entremares. O primeiro é uma curadoria de crônicas escritas de 2016 a 2023, enquanto o segundo apresenta poesias sobre como é viver nas ruas da cidade. O livro é a primeira publicação do autor e a realização de um sonho que só se tornou realidade depois de muitas pessoas acreditarem e se engajarem ativamente. O livro traz textos vivos e pulsantes contando de uma perspectiva da cidade que na maioria das vezes é invisível.

Sozé optou por começar a escrever sobre a sua vida em 1999. Nascido e criado na Vila Oliveira/Ponte Nova, saiu de sua cidade ainda novo e começou sua vida no trecho. Através do trabalho, viajou muito, até se estabelecer em São Paulo/SP, onde mora até hoje. Seus textos carregam marcas de sua vida: situações que viveu, lugares por que passou, pessoas com quem cruzou, músicas que escutou, jogos de futebol a que assistiu. Mas também Sozé escreve um pouco sobre cada um de nós, sobre a distância de sua família e da cidade natal, sobre expectativas e desejos que acabam ficando pelo caminho e sobre as pessoas queridas que permanecem na sua memória. Sozé fala sobre saudade. Aos 65 anos, com muita sinceridade, humor e dor, Sozé nos conta um pouco de sua realidade, trazendo muitos elementos de como é viver em São Paulo.”







UID:11650927/15/07/2024 01:33 | 0