CIDADE

Há uma semana, o desaparecimento de Gilberto Gama Batista

06/06/2024 18:00




 Gilberto Gama Batista, 54 anos, morador no bairro Primeiro de Maio/Ponte Nova, está desaparecido desde 29/5. Foi visto por último desembarcando às 3h30 de veículo da Viação Pássaro Verde que chegou ao Terminal Rodoviário de Belo Horizonte.

Uma mulher que estava no ônibus deu a informação acima e familiares de Gilberto confirmaram que ele sumiu na noite de excursão rodoviária: organizada por ele com destino a Campos do Jordão/SP, com saída em 29/5 e retorno em 1°/6.

A Polícia Civil de Ponte Nova foi procurada por familiares de Gilberto e clientes que já haviam quitado a viagem, sendo que a passagem - incluindo hospedagem, jantar e passeio - estava orçada em R$ 1.250,00 por pessoa (veja cartaz).

 Parentes de Gilberto notaram o seu sumiço na noite de 29/5, quando clientes da excursão a Campos do Jordão ligaram à procura de notícias. Logo houve alerta perante a Polícia e em hospitais. O desaparecimento dele repercutiu nesta semana, na Rádio Itatiaia/BH, no MGTV da Rede Globo Minas e no jornal O Tempo.

Parentes formalizaram pedido de ajuda na Administração da Rodoviária da Capital. Sabe-se oficiosamente que as câmeras de monitoramento registraram a passagem de Gilberto às 8h30 de 30/5 com duas bolsas: uma maior, de cor cinza, e uma menor, de cor vermelha.

Nossa Reportagem ouviu de uma fonte da família que houve inclusive busca de informe na empresa de ônibus - com sede em Abre Campo - que era contratada rotineiramente por Gilberto para as viagens. Estas foram organizadas com sucesso, em tempos recentes, quando ele usava sempre o nome fantasia de Max Gama.

Como se sabe, Gilberto trabalhava como cobrador, era solteiro, não tem histórico de transtornos psicológicos, não usa drogas, não toma medicamentos e nunca teria desaparecido dessa forma. Quem tiver mais informações pode ligar para o Disque-Denúncia da Polícia Civil pelo telefone 181. 







UID:11650931/15/07/2024 01:34 | 0