SAÚDE

Cetamina: perigo de uso sem acompanhamento de profissional

19/06/2024 11:30




Fernanda Paola Saraiva de Souza - Farmacêutica da Droga Hera/Palmeiras - CRF MG 24.084
 
*Matriz - Av. Dr. José Mariano, 268/Loja 1 - Palmeiras/Ponte Nova, fone (31) 3817-2286 
 
*Filial - Rua Antônio Frederico Ozanan, 202 - Centro Histórico/Ponte Nova, fone (31) 3817-6802
 
 A cetamina, um anestésico dissociativo comumente empregado tanto na prática médica humana quanto veterinária ao longo de décadas, tem emergido em um contexto preocupante: seu uso descontrolado como substância recreativa. Tal prática apresenta um risco significativo para a saúde e a segurança daqueles que a consomem, como exemplificado no caso de Djidja Cardoso, cuja morte está possivelmente associada ao abuso dessa substância.

Apesar de seu potencial terapêutico no tratamento de depressão resistente e outras condições psiquiátricas, é crucial ressaltar que o uso da cetamina fora do ambiente médico é perigoso. Os efeitos colaterais decorrentes de seu consumo indiscriminado podem ser graves e até mesmo fatais. Entre estes, destacam-se:

• Distúrbios psicológicos, tais como ansiedade, depressão, psicose, despersonalização e desrealização, os quais podem desencadear comportamentos suicidas.

• Complicações cerebrais, incluindo convulsões, danos cerebrais permanentes e até mesmo a ocorrência de encefalite hemorrágica necrotizante, levando à morte.

• Problemas cardiovasculares, como aumento da pressão arterial, arritmias cardíacas e infarto, os quais podem manifestar-se especialmente em indivíduos com condições pré-existentes.

O uso inadequado de anestésicos, quando realizado fora do contexto médico, constitui uma séria ameaça à vida, podendo acarretar consequências irreversíveis para a saúde.

Portanto, é importante que os anestésicos sejam utilizados com extrema cautela. No caso de dependência, é fundamental buscar imediatamente ajuda médica.







UID:11650935/15/07/2024 01:36 | 0